Advertiser 2
segunda-feira, 28 de março de 2011 Post By: circulosagradodevisõesfemininas

Com voces, as novas Guardiãs Tecelãs do CSVF....estilo de vida circular, honra a energia feminina!

Carissim@s caminhantes, 
homens, mulheres, crianças...avós e avôs....

Honrarias ao espírito que lhe move a estar aqui e agora conosco! 

Esse editorial é muito especial. Para mim, mais desperta do que nunca, diante das maravilhas que a vida plena pode oferecer. 

Nesse momento encantada com todas as lindas feições de cada mulher aqui presente me sinto renovada. A apresentação delas para vocês, nesse momento, tenta despertar cada um para a maravilha da diversidade. 

Estamos certas de que a cura é agora; re-desperta desde as entranhas, a vida pulsa dentro e fora! 

Ao nos autorizarmos estarmos plenas, autorizamos outras ao nosso lado a estar também. Por isso estamos aqui, pois precisamos! Por isso os círculos concêntricos e sincronizados.

"Eu me curo, quando curo a outra!" União e lealdade com a própria essência, com a própria rede e teia que escolhemos estar. Estou cada vez mais certa de que cada uma sozinha pode chegar a sua "iluminação", mas escolhemos estar em rede, escolhemos o tear (verdadeiro) da Teia, porque uma vez que somente cada uma de nós que pode construir a consciência (uma infinita teia de campos físicos energéticos e sutis) e que essa consciência se cura, se ultrapassa e se restabelece somente por meio da teia que (conscientes) construímos é que precisamos indefinidamente da LEALDADE.
E como nossa querida Aninha (Ana Paula Andrande) diz: “Impossível sintonizar duas rádios ao mesmo tempo.”  

O que está implícito aí é que, outras teias existem mantidas por outras pessoas em outras vibrações. Alguma dessas outras Teias/redes temos a honra de brincar na “teoria dos conjuntos”. De fiar na lógica matemática do universo, de escolher circular na vida, optando pelo estilo de vida que privilegia o nascer, crescer e morrer indefinidamente, uma alegria e felicidade honrando a todos os seres. Portanto gerenciar A TEIA é selecionar as interconexões/intersecções (que são as escolhas com consciência) para que haja o máximo de aproveitamento e evolução do todo (da Teia, a nossa) e de cada uma. Pois nenhuma escolha é neutra, todas tem sua consequência. Viver ciclicamente significa dizer que assumimos a responsabilidade por nosso corpo e por nossas escolhas.

Ao escolher estar nessa teia, me regozijo de plenitude e tenho certeza que estou exatamente onde devo estar.

Honro desde minhas entranhas e minha essência, às mulheres que estão nesse círculo, Círculo Sagrado de Visões Femininas. As mulheres do Clã dos Ciclos Sagrados e a todas que se interconectam conosco. Uma certa vez disse a essas mulheres: “não tenho medo de minha autenticidade. Sou rudemente ética. Sou nojentamente justiceira. Insuportavelmente defensora daqueles que estão sendo oprimidos e usados. Avessa cruel à manipulações, chantagem e vitimização para se conseguir o que se quer. Crítica severa daquelas/Mulheres (principalmente, por sermos nós mulheres a grande geradora de cultura) e daqueles (homens) que usam o poder, sob e com, para gerar dependência emocional. Por isso, não tenho medo de ser quem sou. E defendo com unhas, dentes e vagina aquilo que acredito. E, nada, nem ninguém, está autorizado a entrar nesse espaço sagrado (e vocês estão dentro dele, mulheres) para nos causar mal.


E com essa sensação de gana, de verdade, de entrega de amor e criatividade autentica que entrego vocês a essas mulheres guerreiras, que escolheram estar presentes diante de si mesma e de dos outr@s de forma plena.

Agradecimento a todas as mulheres que desde o inicio estão aqui. Se renovando e se redescobrindo. A todas que beberam da possibilidade de se encontrar na dança circular da vida e nos presentearam com a presença. A todas que recebem nesse momento seus frutos nos braços (especialmente a Marcela e a Pietro), a todas que recebem a própria semente de si mesma em seu ventre todos os meses.

Com vocês, as lindas novas caras Guardiãs Tecelãs!
Amor infinito,
Sigamos conectad@s rumo à Rede-revolução para a Re-emergencia da Cultura da Mulher
Eu mulher, inteira falei (e cantei)
Sabrina Alves

:: Bauru/SP - Denise Cardoso ::
Rua Argentina, 6-40 - Jardim Terra Branca
Bauru/SP
Fone: (14) 9151 1915

Conhecer-se. Re-conhecer a si mesmo. Conectar-se. Ouvir a natureza em seus sussurros ou gritos. Saber esperar a hora do fruto e do florescer. Intuir.
Caminhos que cabem à mulher adulta, à selvagem, ancestral. A que mora nas entranhas e ecoa sua voz nos úteros amadurecidos. 
Ver que eu sou um outro você cabe às que evocam enxergar além das aparências e que silenciam pra encontrar o ritmo das batidas do coração do mundo.
Criatividade, amor incondicional e auto-conhecimento nos permitem viver intensamente a mulher em essência e nos guiam para encontrá-la.
As palavras são sempre menos do que as sensações percebidas nos nossos encontros, quando ouvimos mentalmente nossas conversas íntimas e unimos nossos pensamentos para uma vivência integrada, respeitosa à nossa natureza, sadia e plena para todos os nossos corpos, físico, mental e emocional, energético, intuitivo e de bem aventurança.
Agradeço por compartilhar.
Namaskar, Denise!


::Ilhabela,SP-  Milena Rossi::

Local - A Casa da Floresta
R: Alameda das Cabreúvas
contato - 12 91065111

olá Sabrina

Estou feliz de fazer parte deste movimento, e de poder compartilhar consciência feminina, obrigada!

Acredito que o poder feminino acontece naturalmente através da união do corpo, alma e espirito, se amplia imensamente pela união com outras mulheres e se torna verdadeiro pela conexão com a natureza a Grande Mãe.
Estamos num momento crucial de resgate ao feminino num aspecto muito amplo e mundial, é preciso estar atentas para direcionarmos essa energia de forma correta.
Nos círculos somos capazes de resgatar a verdade feminina pelas próprias mulheres nos tornando mais conscientes de nossos poderes naturais, seus aspectos cíclicos na luz e na sombra.
Assim sendo me ofereço para ser agente desta intenção, reunir mulheres para resgatar a sabedoria feminina usando a sensibilidade e a intuição para gerar maior equilíbrio das forças que atuam neste mundo.
com amor
Milena


::Boiçucanga, São Sebastião/SP -  Malu Moreira::

Local: 
Fone: (12) 3865.3717


A ressurreição do feminino profundo como sabedoria ancestral em total ressonância com o ventre primordial de Gaia traduz o pulsar de uma inteligência latente sempre presente no nosso DNA. De ciclo em ciclo a Vida se renova perante o cosmos, como a cada estação na Terra, como a cada quatro luas na mulher. De lua em lua, ventre a ventre, vamos em círculo circular  histórias, receitas, medicinas, risos e lágrimas, dança, meditação, canções e o que mais nos nutrir, plantando e tecendo a Vida a partir do nosso sagrado ventre, nosso cálice de luz.  
Malu Moreira


::Vila Zelina/SP - Jane Baldassin::
Rua Rio do Peixe,349- Vila Zelina
São Paulo/SP
fone 11 8782 7859

Queridas irmãs, 

É com honra e uma enorme gratidão que me conecto com o Círculo, me conecto com todas vocês em coração, em ventre, em alma!
A partir do primeiro encontro muitas bençãos aconteceram. Acredito que pela força do Sagrado Feminino e por eu estar me alinhando verdadeiramente com essa energia. Feminina sim! Forte! Mulher! Tecelã de minha história! História que vai se alinhavando a tantas outras que precisam se reconhecer como força Criativa! E ao mesmo tempo aquela que ouve, que acolhe, que abraça e que é abraçada.
Em cada encontro, histórias se entrelaçam, cada uma vai deixando que em si brilhe a luz da Deusa! O resgate de nossa natureza vai ocorrendo assim, naturalmente, como ás aguas de um  rio que correm apressadas para seu destino, sua natureza sagrada.
Para mim, um grande presente e uma cura profunda! 
Sigamos repletas de Amor, e em Sagrada Conexão! 

Jane Baldassin


::Barão Geraldo/SP - Ana Paulo Izzo::
Local: 
Fone:
E-mail:
Co-Guardiã: Bárbara Petri
Fone: (19) 9139-3294
E-mail: bcpetri@gmail.com



::PELOTAS/RS - INTI MESQUITA ALT::
Rua: Benjamin Constant, 2031 Centro
Pelotas/RS
fone: 53- 91337037 ou 53- 30262141

Boa Noite querida irmã!
Gostaria de te parabenizar pelo trabalho que realizas, dizer que sou muito grata de ter encontrado o Circulo Sagrado de Visões Femininas e também por estar me preparando para ser guardiã dessa sagrada energia. Estou muito feliz e me preparando para em breve iniciar as atividades aqui em Pelotas pertencendo a essa Clã. Estou de braços abertos, liberta para a faxina do desapego, desejando....
"Que toda a ação e palavra proferida, seja na direção do amor"

Escrevi aqui o que sinto nesse momento...
Este movimento tem a Sabrina como querida irmã mais velha pessoa pela qual tenho imensa gratidão sem ao menos conhecê-la pessoalmente. Preparo-me para essa ação com o feminino a muito tempo. Mas compreendi que antes de partir para a ação com o todo deveria me conectar comigo mesma, realizar as minhas curas, resgatar o sagrado feminino que adentro de mim, do EU SOU MULHER. Finalmente o momento de ação está chegando, e estou vibrando por isso! Sinto-me pertencendo a esta clã desde o primeiro momento que tive contato com seu intento. E estou realizada de agora poder contribuir de forma mais ativa com esta grande missão. Uma missão desafiadora, pois deve ser transmitida de coração a coração. Mas acredito que seja muito simples, pois no momento em que estamos entregues e libertas podemos servir de canal para nossa Grande Mãe. E é para isso que tenho me trabalhado a tanto tempo, para ser um canal, cada vez mais afinado com a energia feminina. Para servir, doar e receber."Somos um circulo, dentro de circulo, sem um começo e sem um fim!"

Grande abraço,com carinho Inti.




::Capão da Canoa - RS - Rosana Costa Szalanski::
Rua Guaraci n° 2276 - ultimo andar, salão de festas
centro - Capao da Canoa - RS
cel: (o51) 93627848.

 Todos os momentos fazemos escolhas, nossa vida então vai se formatando de acordo com cada escolha. Escolher estar conectada neste movimento dos Círculos Sagrados de Visão Feminina traz neste gesto o desejo de formatar uma vida mais amorosa, o desejo de aprender a bem utilizar no cotidiano as virtudes femininas, como a bondade, a beleza, a sutileza, a intuição, a pureza, a leveza, a fertilidade, a simplicidade, a perspicácia, enfim, uma gama imensa de bons atributos, a serviço e para o bem maior de todos os seres! 
Ao escolher estar num circulo de mulheres toda lua nova, compartilhando nossas experiências de vida, tenho a intenção de estar dando e recebendo força e sabedoria, para aprender a fazer escolhas cada vez mais apropriadas, a fim de me tornar uma pessoa cada vez melhor, mais saudável, mais harmônica, mais consciente dos meus deveres e direitos e então aprender a ser integral, capaz de amar e ser amada incondicionalmente!
Namastê, a Deusa que está em mim saúda e honra a Deusa que esta em você!
Rosana Costa Szalanski.

::Maricá – Nôra Shannon::
Local: Templo de Adoração a Grande Mãe
Rodovia Amaral Peixoto km 25 - Ponta Grossa
Contacto: (21) 7229-5044 / 9209-4965



Aracaju, Sergipe – Zana Rosa
Local: Atalaia
Rua José Leite Prado, 120, Casa 02
Contato: 79 91470314

Introspecção, prece e abertura às respostas, ao porvir. Agradecimento, solicitação de clareza e de força. Quietude, alegria e paz. Na “Jornada de Volta para Casa” é imprescindível amar, cuidar de si, alimentar as amizades, intensificar as conexões com as situações, as pessoas e os lugares que aumentam a potência de viver, agir, pensar, sentir.
“Transpomos o véu do medo, iluminando o caminho uns dos outros. A santidade que nos conduz está dentro de nós, como também está a nossa casa.” (Um Curso em Milagres)
 Com amor, e afeição.
Zana Rosa




::Fortaleza/Ceará – Márcia Abreu::



Marcia Thor
Local: Clã das Tartarugas
Rua: Joaquim Loma, 345 - Papicú (Thimurthi)
Contacto: (85) 8803-3123
marciacladastartarugas@gmail.com
  

Irmãs de jornadas do ciclo sagrado,

 É com muita honra e gratidão que recebo a participação nesse ciclo sagrado.

Desde o primeiro momento que as mulheres do clã, que faço parte, sentaram em rodas para falar de si, de seus ciclos, de suas vidas, muita coisa mudou para nós.

Nos sentimos mais fortes e mais unidas sabendo entender e respeitar os ciclos de vida de cada mulher, pois bem sabemos que não é só o ciclo menstrual, mas todo o processo que leva até ele, hora estamos com o calor do sol em nosso corpo,  outra estamos no outono libertando as folhas, se preparando para o inverno e depois florir na primavera e assim somos nós  Mulheres.

Quero aprender com cada uma que faz parte dessa rede, pois acredito que através desse movimento, dessa união criamos uma egrégora, somos forte, somos únicas.

Tenho muita gratidão em fazer parte desse ciclo sagrado e agradeço por mim e por todas as mulheres que já estão e as que irão chegar em meu círculo.

Que a Grande Mãe nos acolha no seu ventre sagrado!

Ho!

Grata,

Marcia Thor









Porto, Portugal – Aida Suárez
Local: Útero da Loba
Rua de Angola nº 160, 3º direito
Contacto: 910170596 

 "Circular, circulando… circulo de mulheres sentadas em circulo para honrar os seus ciclos… Mulheres, amigas, companheiras, irmãs… Conhecidas e estranhas…Ciclos sagrados que  habitam em nós… que nos aproximam umas das outras no deslizar das patilhas… de útero em útero… tecendo uma teia de alma…de vida…uma teia de olhares, de sorrisos e surpresas…Uma teia de proximidade… Que nos lembra todas as mulheres que se sentavam juntas para celebrar o ventre sagrado, a força criativa, o poder do sangue menstrual e da feminilidade sagrada. Uma teia espiral…de retorno a nós mesma, a nossa sabedoria inata e a conexão com a Grande Deusa que nos habita.”

Aida Suárez







Rosario, Argentina - Natalia González Sañudo
San Martin 453. Rosario, Pcia de Santa Fe
Tlf (0341) 153 288415
Namasté!

“Con alegría me uno a éste maravilloso proyecto. Con la bendición de la naturaleza, de su poder para crear, para dar vida a las nuevas formas. Transformando. Abierta a la experiencia de compartirme desde ésta presencia. Les dejo unas palabras, que no son mías, pero reflejan mis ganas, mis sueños, mis anhelos, mis búsquedas:

 "A veces tengo unos deseos, casi salvajes
de adentrarme en el bosque y desnudarme,
de no saber qué es más bosque, más olor, más raíz, más tubérculo...
Tengo unos deseos casi salvajes
de no distinguir mis pies de aquello que piso
y mis manos de aquello que toco"
(Esmeralda Berbel).








ACESSE A PÁGINA: QUEM SOMOS, para ver as demais guardiãs!

Copyright Reserved . 2010.
Design by: Bingo | Blogger Templates by Blogger Template Place | supported by One-4-All